PALAVRAS DE INCENTIVO

Um dia de cada vez,
sempre em frente,
para sempre!


Quantos sacrifícios você faz por causa do seu peso?

Eu sacrifiquei minha vaidade.
Sacrifiquei minha saúde.
Sacrifiquei meu bem estar.
Sacrifiquei minha sexualidade.

Vale mesmo a pena?

Comida não é amor, não é carinho, não é conforto. Rompa esse ciclo vicioso!
Não pense: "Ah, eu estou triste, mereço um chocolate". Comida não é prêmio
!





Tem um texto da Sônia Hirsch:
"Dizer não é um ato heróico, frequentemente solitário e do contra. Significa que há um poder maior ali, uma pessoa capaz de pensar, por trás da boquinha que só quer comer. Quando a boquinha manda, a mão pega e a garganta engole. Quando a cabeça e o coração interferem, a mão relaxa e a boquinha se acalma."

EMAGRECIMENTO

EVITE A PRESSA. DEVAGAR E SEMPRE Estabeleça objetivos realistas para o seu emagrecimento. Evite a pressa.Analise a quanto tempo da sua vida você carrega os "quilinhos" a mais. Não tenha pressa em se livrar deles - eles já fazem parte da sua vida. De mais a mais, toda mudança de peso deve ser lenta e contínua. Como diziam as avós de nossas avós, devagar e sempre.

http://eucontramimmesmo.blogspot.com/2008/09/minhas-4-regras-de-ouro.html

" Não importam os deslizes, o que importa é não desistir. " Palavras de Ticiano

NADA É IMPOSSÍVEL PARA QUEM ACREDITA...
RECOMENDAÇÕES E ORIENTAÇÕES PARA ATINGIR SUA META:1. Todos os dias serão iguais; não haverá sábados, domingos, feriados ou aniversários. Mesmo comendo fora de casa, mantenha-se fiel ao seu regime.2. Não se deixe levar pela tentação dos “bons amigos ou parentes... Só este, está gostoso... Um só não prejudica a dieta...”3. Coma devagar, mastigue bem os alimentos, o indicado é o máximo permitido.4. Não tente “compensar” aumentando o número de refeições, porque não comeu isto ou aquilo no almoço ou jantar.5. Evite tapear o estômago, comendo frutas, lanchando ou “beliscando” no horário intermediário das refeições. Acostume-se, desde o primeiro dia, ao número de refeições estabelecido, que é normal para qualquer pessoa, mesmo aquelas que não precisam perder peso.6. Evite se pesar diariamente. Durante o regime, seu corpo costuma trazer alterações de peso diárias, para mais ou menos, e isto poderia causar-lhe uma tensão ou preocupação grandemente prejudiciais. Se quiser pesar-se, faça a cada 7 dias, mais ou menos.7. O horário das refeições deve ser respeitado.8. Atingindo o peso ideal, não pense que está tudo resolvido. Lembre-se que no final da dieta, o mais importante é a estabilização. Para cada quilo perdido, mais ou menos 1 mês.9. Sempre que sentir sede, beba água.10. Coma somente para viver, não coma para dar vazão ao tédio, ao aborrecimento, ao nervosismo, à emoção, ansiedade. Satisfazendo seu apetite físico com alimentos realmente nutritivos, seu apetite psicológico com o prazer que extrair de cada refeição, perderá aqueles quilos a mais que prejudicam sua silhueta e terá resolvido qualquer problema dessa natureza.11. Lembre-se que o maior interessado em sua saúde é você mesmo. Se não o fizer direito, o único prejudicado será você.12. Não tome bebidas alcoólicas. Orientações de Caroline.



Pesagem da Wal

Pesagem da Wal
82kg

Pesagem do Júlio

Pesagem do Júlio
164kg

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

PRESSÃO ALTA (qualidade de vida?)



Olá companheiros,

Estou triste porque o Júlio mais uma vez não conseguiu passar no exame do DETRAN a pressão deu alta 22x12, o médico vai marcar novamente, dia 18 ele tem que ir para marcar o exame novamente.Fiquei muito chateada com ele,falei para ele que não estava fazendo o regime direito, que a gordura dele iria acabar com tudo que ele conquistou, disse até que ele estava me perdendo.Entrei em desespero, senti vontade de ir para bem longe, nesse dia parecia que tinha morrido alguém, era uma tristeza só.Agora já estou melhor, tentando aceitar as limitações.Estou muito cansada, muitas pressões, parece que uma válvula vai se quebrar dentro de mim e não vou conseguir dar nenhum passo.Não quero mais ter expectativa de nada, quero esperar as coisas acontecerem, se acontecer bem , se não é porque Deus quis assim ou a pessoa não fez por onde merecer.Meu coração está fraco,estou sendo carregada por Deus,ele que esta me dando força para carregar minha cruz.O que a obesidade proporciona para a nossa vida? Para os que não tem emprego, fica sem. Para os que não tem namorada , fica sem.Para os que não tinha doença, aparece.Para os que tinha disposição para a vida, desaparece...É COMEÇAR,É RECOMEÇAR , É MELHORAR, É PRIORIZAR,É ROMPER BARREIRAS, É INFINITAMENTE FAZER A REEDUCAÇÃO ALIMENTAR PARA TER UMA QUALIDADE DE VIDA.
BJOS A TODOS. DESCULPE PELAS MINHAS PALAVRAS, CADA UM PENSA DE UM JEITO EU PENSO ASSIM, NÃO QUERO SER MAIS GORDA.

REFLEXÃO: DEPOIMENTO SOBRE PRESSÃO ALTA

Cuidados com a pressão arterial


Quarenta e cinco milhões de brasileiros são hipertensos, têm a pressão arterial acima de 14 por nove. Destes, apenas sete milhões estão sendo tratados. Infelizmente um ano depois do diagnóstico, mais da metade deles já abandonou o tratamento.

"Dificilmente eu vou no médico. Devido a desgaste que tem na saúde hoje. A gente vai no médico, ele manda tomar um remedinho e voltar pra casa", diz um rapaz.

"Nós tivemos muito e, de repente, perdemos tudo. A gente passou a ser uma família, uma panela de pressão. Aqui todo mundo se levantava nervoso, ofensas e problemas e problemas e problemas", lembra Aílton.

Nessa época, Ailton era uma pessoa muito ansiosa. Ele trabalha como vendedor e a instabilidade da profissão fazia com que ele ficasse cada vez mais tenso.

"Eu entrava nos meus clientes saindo fumaça pra todo lado", diz.

E como muita gente faz para se sentir melhor, ele comia.

"Justamente. Eu era muito, muito, muito nervoso, ansioso demais da conta. Eu podia comer dez coxinhas. Eu precisava, compensava a ansiedade na comida. Eu tinha um sono terrível, eu não podia vir pra casa na hora do almoço porque eu queria dormir e não trabalhava", conta.

Mas um dia Aílton se sentiu muito mal.

"Eu fui internado com pressão altíssima. A minha pressão chegou a 22 por 12, mais ou menos. Ficou altíssima. Tive uma diverticulose, um sangramento no intestino, muito violenta, quase fui a cirurgia". "Eu vi o problema que eu tava tendo, que eu ia ter que enfrentar, veio um pouco de receio, medo. Então a gente começou a mudar".

Aílton começou a tomar remédio e a pressão baixou. Mas quem é hipertenso tem que ficar atento: medir a pressão com freqüência.

"Nas pessoas que têm hipertensão e que estão com a medicação controlada, a gente sempre recomenda que meça a pressão a cada mês, a cada dois meses, no máximo a cada três meses. Porque muitas vezes a pressão muda de nível, e como a pessoa não sente nada porque a hipertensão é assintomática, você precisa medir pra saber se ela mudou de nível", explica o Dr. Décio Mion.

O aumento da pressão do sangue no interior das artérias causa problemas em todos os órgãos. As principais complicações surgem silenciosamente no cérebro, no coração e nos rins. No cérebro, podem acontecer dois tipos de acidentes vasculares, os derrames cerebrais. O derrame isquêmico, quando a artéria é obstruída, e o hemorrágico, quando a artéria rompe, provocando hemorragia. No coração, a hipertensão pode contribuir para a obstrução das coronárias, artérias que nutrem o músculo cardíaco, levando ao infarto do miocárdio. A hipertensão é a causa de 60% dos ataques cardíacos e 80% dos derrames cerebrais. Mas o que pouca gente sabe é que a pressão alta provoca sofrimento dos rins, levando a insuficiência renal. Grande parte dos doentes que precisam ser submetidos à diálise enquanto aguardam o transplante de rim chegaram a esse estágio por causa da pressão alta. Nos rins, o aumento da pressão conduz à dificuldade de filtração, à retenção de líquido e à insuficiência renal, que pode exigir diálise e transplante de rim.

"Hoje, infelizmente, tenho um problema crônico renal e faço hemodiálise até chegar um transplante", diz Renato Itiuba.

Renato tem 38 anos. Sempre foi gordo.

"Depois dos 25 anos, eu perdi o controle da obesidade. Já cheguei a pesar 156 quilos".

A primeira vez que ele procurou um médico para medir a pressão, ela estava muito alta. "Estava 22 por 19. Aí ele me passou um remédio por dia para controlar a pressão".

"Você veio tomando esse remédio diariamente, veio se sentindo bem, não sentia nada?", pergunta o Dr. Dráuzio Varella.

"Me sentindo bem, não sentia nada", responde.

"E quando é que você teve problema mesmo, outra vez?"

"Me dava um soluço. Eu perdia o fôlego, a mulher tinha que bater nas minhas costas para a minha respiração voltar. Aí, quando eu vi, a médica mediu minha pressão, falou que a minha uréia tinha estourado, meu pulmão já estava cheio de líquido, o coração também estava cheio de líquido, meus rins tinham parado e a pressão estava 24 por 12".

A função dos rins é filtrar o sangue e eliminar através da urina resíduos tóxicos como a uréia e o ácido úrico. Foi o acúmulo destas substâncias que provocou soluços no Renato. Hoje, ele leva uma vida cheia de restrições. Como os rins não funcionam, a quantidade de água precisa ser limitada.

"Tomo 800 ml de água ou menos até. Sinto sede e não posso tomar água".

O sal ajuda a reter no organismo os líquidos que ingerimos. No caso do Renato, é muito perigoso: ele só pode comer dois gramas por dia. Um pacotinho contém um grama de sal. Eu coloquei nesse prato o conteúdo de nove pacotinhos. Então, aqui tem nove gramas de sal. Pra cada nove gramas de sal que você ingere, o organismo retém tudo isso. Um litro de água. É um litro de água a mais no volume circulante, isso obriga o coração a fazer mais força para trabalhar. Se você come alimentos muito salgados, uma pipoca cheia de sal, picles, azeitona, você come fácil 20 gramas de sal. Vai reter mais de dois litros de água!

"Mas hoje não se justifica mais tirar o sal de quem tem pressão alta. A gente só deve evitar o excesso de sal. E o que é o excesso de sal? Aquela pessoa que nem experimenta a comida. Pega o saleiro e enche a comida de sal", comenta o doutor Mion.

"Eu adorava um sal. Às vezes a comida estava até boa e eu ia lá e punha mais sal. Agora não, a gente diminuiu o sal, então acho que estou até melhor agora", diz Sonia Santos.

Diminuir o sal foi só uma das coisas que Sonia aprendeu a fazer quando começou a tratar da hipertensão. Além da dieta, o casal adotou um programa de exercícios que pode praticar em conjunto: a dança de salão.

"A dança é o pedaço que eu mais gosto. Eu me acabo, eu queimo caloria pra caramba!", diz Sônia.

Aílton, o vendedor que era estressado, gordo e hipertenso, em dois anos, emagreceu 25 quilos.

"A diferença foi muito grande. Caiu peso, tudo na vida melhorou, pressão, até diabetes que eu tinha tão elevada, hoje ela é normal", conta Aílton.

2 comentários:

Luciana-EUA disse...

Oi Wal, q difícil viu. Mas olha, vou te dizer uma coisa. A decisão de mudar e fazer alguma diferença é do Julio. Por sua vontade ele já estaria mudando muitos habitos, mas tudo depende dele. Ele q tem q se atentar para tentar fazer as coisas certas. É bem complicado para vc já que tens um monte de responsabilidades nas suas costas, mas vc não veio no mundo para ser super homem. Então faz o que tiver ao seu alcance. O Julio está numa situação delicada e ele não se atentou realmente para isso. Ele tem q se comprometer em mudar os habitos, é uma questão de vida ou de morte, literalmente falando. Fica calma Wal, não se estresse, sei que é difícil mas tente. Espero q tenha um final de semana em paz.

Adry disse...

OI Wal, estou entrando pela primeira vez em seu blog e gostaria muito que nos ajudassemos nesta caminhada de emagrecimento e reedução alimentar. Parabens pelos quilos ja eliminados e vamos em frente, guerreira, a decisão mais dificil ja foi tomada...a de "MUDAR"...até mais, espero sua visita no meu blog, ele esta novinho, acabei de faze-lo agora, hoje...