PALAVRAS DE INCENTIVO

Um dia de cada vez,
sempre em frente,
para sempre!


Quantos sacrifícios você faz por causa do seu peso?

Eu sacrifiquei minha vaidade.
Sacrifiquei minha saúde.
Sacrifiquei meu bem estar.
Sacrifiquei minha sexualidade.

Vale mesmo a pena?

Comida não é amor, não é carinho, não é conforto. Rompa esse ciclo vicioso!
Não pense: "Ah, eu estou triste, mereço um chocolate". Comida não é prêmio
!





Tem um texto da Sônia Hirsch:
"Dizer não é um ato heróico, frequentemente solitário e do contra. Significa que há um poder maior ali, uma pessoa capaz de pensar, por trás da boquinha que só quer comer. Quando a boquinha manda, a mão pega e a garganta engole. Quando a cabeça e o coração interferem, a mão relaxa e a boquinha se acalma."

EMAGRECIMENTO

EVITE A PRESSA. DEVAGAR E SEMPRE Estabeleça objetivos realistas para o seu emagrecimento. Evite a pressa.Analise a quanto tempo da sua vida você carrega os "quilinhos" a mais. Não tenha pressa em se livrar deles - eles já fazem parte da sua vida. De mais a mais, toda mudança de peso deve ser lenta e contínua. Como diziam as avós de nossas avós, devagar e sempre.

http://eucontramimmesmo.blogspot.com/2008/09/minhas-4-regras-de-ouro.html

" Não importam os deslizes, o que importa é não desistir. " Palavras de Ticiano

NADA É IMPOSSÍVEL PARA QUEM ACREDITA...
RECOMENDAÇÕES E ORIENTAÇÕES PARA ATINGIR SUA META:1. Todos os dias serão iguais; não haverá sábados, domingos, feriados ou aniversários. Mesmo comendo fora de casa, mantenha-se fiel ao seu regime.2. Não se deixe levar pela tentação dos “bons amigos ou parentes... Só este, está gostoso... Um só não prejudica a dieta...”3. Coma devagar, mastigue bem os alimentos, o indicado é o máximo permitido.4. Não tente “compensar” aumentando o número de refeições, porque não comeu isto ou aquilo no almoço ou jantar.5. Evite tapear o estômago, comendo frutas, lanchando ou “beliscando” no horário intermediário das refeições. Acostume-se, desde o primeiro dia, ao número de refeições estabelecido, que é normal para qualquer pessoa, mesmo aquelas que não precisam perder peso.6. Evite se pesar diariamente. Durante o regime, seu corpo costuma trazer alterações de peso diárias, para mais ou menos, e isto poderia causar-lhe uma tensão ou preocupação grandemente prejudiciais. Se quiser pesar-se, faça a cada 7 dias, mais ou menos.7. O horário das refeições deve ser respeitado.8. Atingindo o peso ideal, não pense que está tudo resolvido. Lembre-se que no final da dieta, o mais importante é a estabilização. Para cada quilo perdido, mais ou menos 1 mês.9. Sempre que sentir sede, beba água.10. Coma somente para viver, não coma para dar vazão ao tédio, ao aborrecimento, ao nervosismo, à emoção, ansiedade. Satisfazendo seu apetite físico com alimentos realmente nutritivos, seu apetite psicológico com o prazer que extrair de cada refeição, perderá aqueles quilos a mais que prejudicam sua silhueta e terá resolvido qualquer problema dessa natureza.11. Lembre-se que o maior interessado em sua saúde é você mesmo. Se não o fizer direito, o único prejudicado será você.12. Não tome bebidas alcoólicas. Orientações de Caroline.



Pesagem da Wal

Pesagem da Wal
82kg

Pesagem do Júlio

Pesagem do Júlio
164kg

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

HISTÓRIA REAL



AMANHÃ NOVIDADE ACIMA!!! AGUARDEM!!

Olá gente,

HOJE FALEI QUE IA VISITAR OS BLOGS E ANTES MESMO DE FAZER ISSO A LUCIANA ME INDICOU UM.
BJOS A TODOS. WAL/JÚLIA

VEJA QUE HISTÓRIA DE EMOCÃO,DE INCENTIVO, DE EXEMPLO, DE GARRA , DE MUITA LUTA E DE GRANDE VITÓRIA!!...

POR Caroline Schneider.

Um dia, olhei-me no espelho. Há tempos evitava esta afronta ao meu ego. Da mesma forma que passava bem distante da balança. Confrontar-se com o já conhecido era, para mim, uma desnecessidade que só me faria mal. “Para que sofrer além do que já sofro?”, pensava.

Havia passado por tempos muitos turbulentos, um casamento que havia terminado de forma muito catastrófica, com minha filha ainda de colo, problemas decorrentes da separação, como falta de dinheiro, desamor e baixa auto-estima, solidão... e como “desgraça pouca é bobagem”, perdi, ao mesmo tempo, os dois empregos que tinha. Resultado: entrei em depressão. E para completar o vazio existencial... comi o mundo. Em pouquíssimo tempo, podia-se comprovar na balança que apesar dos cento e vinte e seis quilogramas, a existência de um ser não pode ser completado pela comida, por doces, massas e guloseimas, pois eu continuava deprimida.

Foram várias as tentativas para perder peso, todas inúteis. Escondia-me atrás do problema. Na verdade, era cômodo afogar minhas mágoas numa bacia de pipoca. Ao mesmo tempo, não conseguia me controlar, era mais forte do que todo e qualquer esforço que fizesse. Tinha nojo de mim. Sentia vergonha de comer na frente dos outros. Não me sentia feminina ao devorar uma caixa inteira de bombons. Não sentia prazer em comer, pelo contrário, comia por comer, até ver o pacote esvaziado, como que para resolver logo aquilo e pronto. Não sabia comer uma fatia de um bolo, tinha que comê-lo inteiro. Problemas físicos já começavam a aparecer. O pior deles é que já não conseguia controlar minha bexiga por muito tempo. E eu tinha apenas 27 anos! Minhas pernas e pés doíam. Não conseguia dormir, acordava sempre cansada. Ficar sentada era cansativo. Ficar em pé também o era...

Saber dizer exatamente o dia em que este processo começou, não sei. O que posso relatar, é que um dia, tomei a decisão de emagrecer e ficar saudável e pronto! Marquei um horário no médico, fiz todas as avaliações e ele me disse que precisava perder, no mínimo, uns trinta quilos. “Ah, tá bom...”, pensei. “Esta será apenas minha primeira meta”.

E comecei, a partir daí, como na paixão à primeira vista, a apaixonar-me por mim... Comecei a valorizar cada pedaço de tempo que tenho para viver. A escutar mais música e procurar vivenciar a poesia da letra. A observar mais o céu e suas nuvens ou suas estrelas. A sorrir para crianças e velhos nas ruas, e observar a beleza da diferença entre as pessoas. A prestar atenção na minha filha e nas lições de vida que diariamente ela me ensina. A saber que problemas têm soluções, e foram feitos para nos tornar mais fortes. A saber que as verdades dos outros nem sempre servem para mim, assim como as minhas nem sempre servem para os outros, e que não adianta ficar brava se não acatarem minha vontade. Aprendi que nasci para ser feliz, e que momentos de tristeza são importantes para sabermos valorizar a alegria da vida, do sorriso. E que saudade também é importante, para valorizarmos a presença, o companheirismo. Aprendi que amigos são a família que escolhemos para nós e que se soubermos semear, sempre colheremos frutos maravilhosos do jardim da amizade. Aprendi que existem mais pessoas que torcem por mim do que imaginava... e também, que existem mais pessoas que esperam minha derrota do que imaginava... por isso, preciso ser forte sempre, e saber dosar a ingenuidade da menina com a sabedoria da mulher.

Um amigo disse-me, certa vez, referindo-se a um grande sucesso da atualidade: “você, com certeza, utilizou ‘O Segredo’ para emagrecer...”

“Com certeza foi isso mesmo”, respondi. Pois tudo o que queremos, está ao alcance de nossas mãos, basta querer, com muita vontade, e o mundo conspirará para que você consiga o que quer.

Hoje, com 63 kilos a menos, sou metade do que era, mas, com certeza, tenho o dobro da capacidade de ser feliz do que tinha quando me apaixonei por mim...

E você? Já se apaixonou por si mesmo? O que está esperando?...

SE ALGUÉM QUISER VISITAR:
http://operacaometamorfose.blogspot.com

6 comentários:

Danielle Balata disse...

A Carolina é um exemplo a ser seguido.. por isso se espelhe nela querida e terá bons resultados.

Beijos

Anabela disse...

Obrigada, meu queridos, pela retribuição da visita e pelo carinho!
Juntos vamos vencer esta batalha contra os kilos!
Temos que nos unir e ver nas historias como a da Carolina, um grande exemplo de determinação e coragem. Todos conseguimos, temos é que agir!
Beijos de carinho aos 2

Luciana-EUA disse...

Oi Wal, a Carolina realmente é um exemplo. Ela é muito querida, muito simpática. Toda vez q vc escreve para ela, pode saber q ela vai te responder. Assim como a Lu Francesa, são super atenciosas. As duas são exemplos a serem seguidos. As duas passaram por dramas como o nosso e com persistencia chegaram ao seu objetivo. Assim como nós vamos chegar no nosso.
Bjim e bom dia para vc!
Ah...assim q tiver tempo vou dá uma ajeitadinha no meu blog. Tá precisando de um trato mesmo...hehehehe

Keep Walking disse...

Wal, Julio.. sabem o que é mais legal quando se tem blog, além das amizades e pessoas fantásticas que conhecemos? Encontrar posts como esse. Que história mais linda!!! Obrigada por terem postado. Ah... também li as dicas, sobre como obter sucesso durante a dieta, regime, RA.

Rui Ventura disse...

Oi Amigos SUCESSO, A história da Carol realmente A HOSTÓRIA e por ela todos podem reparar que "NADA É IMPOSSIVEL PARA QUEM ACREDITA", pois é, e eu pensei que era um recorde até conhecer essa Menina MULHER impressionante. Sigam sim o exemplo DELA, COMO EU SEMPRE DIGO: Ela conseguiu, eu Sou Português consegui. Há!!!!! vcs Também conseguem. Contem sempre com a Gente
SUCESSO
FELICIDADES

*Caroline Schneider* disse...

Meus queridos! Obrigada por estarem compartilhando a minha história, fico imensamente feliz! =) Desejo a vocês muito Sucesso rumo ao objetivo de vocês e podem contar com minha ajuda caso precisem de algo, viram?! Nunca se esqueçam que NADA É IMPOSSÍVEL PARA QUEM ACREDITA! Então acreditem, com toda a alma e o coração de vocês e serão mais felizes e saudáveis, vivendo a vida em sua plenitude! Beijocas estaladas e carinhosas para os dois! ah, lindo vcs estarem fazendo isso juntos, adorei! ;)